domingo, outubro 16, 2005

PARABÉNS AO ESTADÃO E REPÚDIO AO GLOBO

Estadão defende o “não” em editorial; O Globo vai de “sim”

Em editoriais publicados neste domingo, dois dos principais jornais do país manifestam opinião oposta sobre o referendo sobre a proibição da venda de armas no Brasil. O Globo defende o “sim”. Eis um trecho: “No próximo domingo, a sociedade brasileira tem uma oportunidade especial de agir de maneira mais efetiva contra esse doloroso processo movido a sangue. Votar no ‘sim’, para fechar o comércio de armas — sem se esquecer das necessárias exceções — será uma contribuição estratégica para se barrar a banalização da morte, para o combate à cultura da violência que transforma o homicídio num fato aceitável do cotidiano”. O Estado de S.Paulo prefere o não: “O Estado pode decidir, por meio de leis como o Estatuto do Desarmamento, que para adquirir uma arma o cidadão preencha rigorosos requisitos. Pode limitar a casos especialíssimos o porte dessas armas. Mas serão violados os direitos constitucionais se impedir que o cidadão se proteja e à sua família, vedando-lhe o acesso aos meios de defesa”.